quinta-feira, janeiro 31

Eleições em Cuba

Combate à pobreza

Quando o governo não apresenta medidas o Dr. Menezes exige medidas, quando o governo avança com novas medidas de combate à pobreza o Dr. Menezes afirma que são irrelevantes, que não abrangem quase ninguém e que o governo já está a pensar nas eleições.
Cunha Vaz & Associados não tem descanso pois como já afirmou o líder a vitória do PPD/PSD é bom para o partido e para ele. Agora faça o favor de ser mais original no argumento.

Programa de Governo?

O Engenheiro Ângelo Correia juntou um grupo de pessoas da área económica para ajudar o PPD/PSD/Cunha Vaz & Associados a elaborar de governo.
O desmantelamento do Estado será em seis meses. Alguém acredita que isto seja possível?

Marinho Pinto

Por uma vez estou de acordo consigo.

quarta-feira, janeiro 30

Um título que confirma a tese

Houve mão de Belém na saída de Correia de Campos. Entendimento estratégico? Qual entendimento?

O Sr.Bastonário da Ordem dos Advogados

O Sr. Bastonário da OA vai ao Parlamento. Para que não fique conhecido por Palmelão (vocês sabem a que eu me refiro), deve dizer algo mais substancial que ideias vagas sobre o Estado e a corrupção.

Remodelação, para garantir o sucesso da mesma política?

Acreditam? Eu não, e tenho pena que a reforma da saúde chegue ao fim.

Mahatma Gandhi foi assassinado há 60 anos

Eterna saudade, de quem acreditava que era possível lutar pelas suas ideias, mantendo respeito pelas ideias dos outros, e sem recurso à violência.

Remodelação

O país assistiu ontem a uma pequena remodelação no governo. Saiu Isabel Pires de Lima e Correia de Campos, entraram António Pinto Ribeiro e Ana Jorge.
A saída de Isabel Pires de Lima é irrelevante, esta senhora em três anos não fez nada, estar ou não estar não acrescenta nada. António Pinto Ribeiro tem um potencial para fazer mais e melhor enorme. Os portugueses não sabiam quem era a ex-ministra da Cultura antes de esta ir para o governo, não sabiam o que ela andava por lá a fazer, e não vão sentir a sua falta.
Quanto a Correia de Campos o caso é mais grave. O ex-ministro da saúde estava a meio de uma reforma. Uma reforma dura, que tem sofrido várias contestações de várias classes profissionais, mas que eu entendo como um passo importante para manter o SNS tendencialmente gratuito.
Governar em função dos assobios não parece uma boa opção. Remodelar reconhecendo: "Não se trata de ceder a pressões. Trata-se de compreender as pessoas e de transmitir melhorias ao sistema", quando todos vemos que se trata de ceder a pressões, não parece um bom princípio. Espero que não seja Manuel Alegre e companhia, a dirigir o governo de Portugal.
Por fim apenas uma pergunta: Será que houve, mais uma vez, alguma interferência vinda de Belém?

domingo, janeiro 27

O melhor de cada Domingo

Menezes e Santana representam, no essencial, o mesmo: um PSD que só pode ter futuro em condições que nem ele, nem o regime podem prever ou controlar; um PSD aventureiro e berlusconiano, com uma ideia vaga das instituições; um partido ressabiado e vingativo para com alguns dos seus que o país respeita; e uma tribo que se galvaniza no propósito de vingar memórias e matar fantasmas exclusivamente seus. Ao amigo que me perguntou se, no caso, eu não "estava com Santana", continuo a dizer: "A cem por cento. O que não tem - nem para mim, quanto mais para os outros - a mais pequena importância."
Pode ler o resto do artigo de Nuno Brederode Santos aqui.

Por um fio...

Pois é, por aqui se vê a preocupação que o PCP tem com tudo o que tenha a ver com autonomia do movimento sindical, com a liberdade dos seus membros e com a democracia.

sábado, janeiro 26

Há noites felizes

Hoje foi uma daquelas noites onde, pelo menos, seis milhões de portugueses ficaram felizes. Amanhã é outro dia, e pode ser que a felicidade aumente.

Beatas

"Noto um acréscimo muito grande de beatas perto dos meus estabelecimentos ...". Não, não é o Cardeal Patriarca de Lisboa a falar, é um dono de vários estabelecimentos comerciais que vê aumentar o número de beatas de cigarro à porta dos mesmos.

Já começou...

PPD/PSD/CUNHA VAZ & ASSOCIADOS (5)

Esta frase de Cunha Vaz deixa algumas dúvidas no ar. A mais importante é a seguinte: Haverá algum interesse escondido?

Acusações

"Existe em Portugal uma criminalidade muito importante, do mais nocivo para o Estado e para a sociedade, e que andam por aí impunemente alguns a exibir os benefícios e os lucros dessa criminalidade e não há mecanismos de lhes tocar. Alguns até ostensivamente ocupam cargos relevantes no Estado Português", Marinho Pinto bastonário da Ordem dos Advogados.
O PRG mandou abrir um inquérito às afirmações do Sr. Bastonário. Se este sabe de algo, deve dizê-lo, se não sabe deveria ficar calado.
O país não precisa de falsas polémicas, mas precisa de provas concretas para que a justiça se concretize. O bastonário da OA, não pode ser um incendiário, tem que ser alguém capaz de gerar credibilidade.

Frases célebres

"I did not have sexual relations with that woman", Bill Clinton. Faz hoje 10 anos, e that woman é Monica Lewinsky. O resto da história já sabem.

O terrorismo

A célula terrorista desmantelada em Barcelona, tencionava levar a cabo um conjunto de atentados terrorista em vários países, entre os quais se incluía Portugal. Se alguém pensa, que está livre desta ameaça, pode começar a esquecer. A ameaça existe e é global. Não há países fora desta ameaça.
Por isso, Portugal tem que estar preparado para enfrentar e evitar ataques terroristas. A Liberdade é um bem essencial para a nossa sociedade, e temos que estar atentos para enfrentar aqueles que nos querem aterrorizar mesmo dentro das nossas portas.
Esperamos todos que o rali Lisboa-Dakar não seja suspenso e levado para fora de África. Esta seria uma vitória do terrorismo sobre a Liberdade.

quinta-feira, janeiro 24

Audições parlamentares

Já não faltava mais nada.

O Homem que tem razão antes de tempo (2)

Ouvi hoje na TSF o homem que tem razão antes de tempo [Dr. Menezes] criticar o governo porque este tem como objectivo reduzir entre 15% e 25% os prazos de pagamento do Estado a fornecedores em 2008, até atingir a médio prazo uma demora de pagamento entre os 30 e 40 dias, afirmando que esta é uma obrigação que resulta dos contratos assinados com os fornecedores.
Tendo em conta o inquérito da Federação Portuguesa dos Industriais de Construção Civil e Obras Públicas (FEPICOP) sobre o prazo de pagamento das autarquias , e como não encontro a CM de Gaia entre as câmaras que melhor pagam, será que o Dr. Menezes rasga os contratos que faz com os fornecedores?

PPD/PSD/CUNHA VAZ & ASSOCIADOS (4)

Depois do Dr. Santana, veio agora o Dr. Menezes dizer: "A interpretação dos dois é exactamente a mesma. Eu gosto muito dessa novela venezuelana das primeiras páginas dos jornais, mas ela não tem qualquer fundamento". A novela foi criada pelos dois, ou seja, alguém tentou impor a Cunha Vaz & Associados ao grupo parlamentar e este não aceitou.
Depois de tudo isto, o Dr. Menezes tenta a estratégia da vitimização (aconselhado pela Cunha Vaz & Associados?): "Podem procurar deturpar o que dizemos, mas os portugueses sabem que o PSD é permanentemente perseguido, marginalizado".

PPD/PSD/CUNHA VAZ & ASSOCIADOS (3)

Quem mudou de opinião: Santana ou Menezes?

O Homem que tem razão antes de tempo

O homem antecipa-se ao tempo. A sua razão vem antes do tempo certo. Esta qualidade, que só o próprio reconhece, está a dar cabo dele, porque em política ter razão antes de tempo não é bom sinal.
Aquilo que aos olhos dos portugueses são contradições, que serviram no passado, para contestar a liderança do seu partido, servem para ele constatar que tem razão antes do tempo.
Quando o líder do seu partido defendia uma baixa de impostos, ele respondia com um não. Hoje responde com sim. Diz que se no passado respondia com um não era porque não havia consolidação orçamental, hoje se responde com sim é porque esta consolidação está feita.
Sobre a Ota o homem nunca mudou de posição. "Marques Mendes acusa Menezes de anteriormente ter defendido a localização na OTA do novo aeroporto de Lisboa."
Será que o homem também tem algo a dizer sobre o PPD/PSD/CUNHA VAZ & ASSOCIADOS?

quarta-feira, janeiro 23

Terrorismo

Hoje apareceu uma mala suspeita em Faro e o espectáculo mediático foi logo instalado.
Seja real ou não esta ameaça devemos é minimizar este tipo de informação espectáculo. Isto porque deste modo estamos a alimentar o medo das populações e a dar força à principal arma usada pelo terrorismo contra as democracias.

PPD/PSD/CUNHA VAZ & ASSOCIADOS (2)

O Dr. Santana Lopes está revoltado com Ribau Esteves (que raio de nome), e não aceita a assessoria da empresa Cunha Vaz & Associados no Parlamento.
A dita empresa para o Dr. Santana Lopes deverá ser limitada às áreas de arquivo e documentação.
Já não resta dúvidas sobre a forma como existe um entendimento perfeito entre a direcção e o grupo parlamentar.
Voltaram as trapalhadas do costume.

Comparações

Vale a pena comparar os tempos médios de espera nas urgências hospitalares entre hospitais públicos e hospitais privados.
Uma notícia do SOL informa-nos que o tempo de espera no Hospital da Luz (Grupo BES) é superior ao Hospital de S. Maria ou mesmo do Hospital Amadora-Sintra. Vale a pena comparar.
Afinal começamos a verificar que o problema do tempo de espera nas urgências não é um problema exclusivamente público é também privado.

A imaginação ao poder

A CM de Chaves decidiu converter as 50 escolas do primeiro ciclo que enceraram devido à falta de crianças em centros de convívio para idosos.
Cerca de 25% da população do concelho tem mais de 65 anos. Esta medida permite utilizar instalações já existentes e que depois de pequenas obras ficam disponíveis para os mais idosos. As instalações terão uma sala de convívio e serão servidos almoços e lanches. Poder ver o que, alguns autarcas são capazes de fazer pelos seus munícipes aqui.

Hugo Chávez e a coca

O Presidente Chávez é de outro campeonato. Agora ou cometeu uma gafe ou disse a verdade. Mas vamos por partes.
Num discurso na Assembleia Nacional, onde pediu o apoio ao Presidente da Colômbia, Evo Morales, na luta deste pela não criminalização da associação dos produtores de coca, afirmou: "A coca não é cocaína. Eu mastigo coca todos os dias pela manhã e vejam como estou". Fazendo questão de mostrar o seu corpo musculado.
Até aqui não disse nada que se possa arrepender. A mastigação da folha de coca faz parte da cultura dos índios andinos, que os acompanha do nascimento à morte, ajudando-os a enfrentar os problemas resultantes da altitude. Tira-lhe o cansaço, serve como alimento pois possui proteínas e sais minerais, sendo utilizada como remédio e também como anestésico. Muitos confundem folha de coca com o com o clorídrico de cocaína. Esta sim uma droga.
Mas Chávez foi mais longe e afirmou: "Evo manda-me a pasta de coca. Eu recomendo, recomendo". Aqui o caso muda de figura, já que a pasta de coca, não é o mesmo que folhas de coca. Na elaboração desta entram produtos químicos que potenciam o princípio activo. A pasta de coca é fumada como pedra de crack. Estamos perante uma droga.
O que Chávez fez foi considerar-se dependente de uma droga (pasta de coca) e ao mesmo tempo informou o povo venezuelano e o mundo que Evo Morales é um traficante de droga. Aqui começam os problemas para Chávez. Se era para ter graça, não teve graça nenhuma.
Mais interessante é o presente que recebe de Fidel: Os gelados Coppelia.

Centros Comerciais


Estamos perante mais um centro comercial. Até aqui nada de novo. Mas adivinhar a sua localização, já começa a ser um desafio. Para não pensar mais, pode ver aqui .

PPD/PSD/CUNHA VAZ & ASSOCIADOS

Ouvi hoje a notícia que a empresa Cunha Vaz & Associados vai passar também a trabalhar com o grupo parlamentar do PPD/PSD. Já trabalhava com a direcção nacional e agora estende a sua acção até ao Parlamento.
Tendo em conta o sucesso que está a ter, o nome do partido vai ser alterado para PPD/PSD/CUNHA VAZ & ASSOCIADOS.

terça-feira, janeiro 22

E agora Menezes?

"Tenho que dizer, com seriedade, que está melhor, na medida em que a taxa de crescimento económico é hoje mais forte do que era quando fui eleito.
A confiança, apesar de tudo, também é hoje mais forte do que era há dois anos a esta parte". Anibal Cavaco Silva
E agora Dr. Menezes? Assim está difícil fazer oposição.

Eles não dormem

O Partido Comunista Cubano não dorme. Onde esteja um cidadão cubano, está presente o estado totalitário. Por isso, não admira que os métodos usados em Cuba sejam exportados para todos os países onde os cubanos estão presentes.

Novo Portugal

Depois do Compromisso Portugal, temos agora o Novo Portugal. Depois dos seniores temos agora os sub-45. O mesmo objectivo: Mudar Portugal. A mesma capa apartidária e a mesma vontade de intervenção na vida do país fora do quadro partidário.
Começo a ficar farto de quem quer criar “grandes desígnios, conclusões, vontades”. Parece que serão sete os desígnios que vão ser inventariados pelos sub-45.
O conselho consultivo é constituído por Artur Santos Silva, Carlos Costa, Guilherme de Oliveira Martins, João Salgueiro, Manuel Sobrinho Simões, Luís Valente de Oliveira, Rui Vilar e Vítor Bento. Este conselho pode vetar a entrada de qualquer candidato e este já não pode apanhar o barco.
Como estamos a ver tudo boa gente e melhor ainda tudo à procura de sete desígnios para Portugal, que vão ser discutidos a bordo de uma barco subindo o Douro.
Qualquer coisa que me cheire a apartidário, desígnios e apresentação de conclusões a Cavaco Silva não me cheira bem. Deve ser porque tenho um olfacto muito apurado.

Aulas de culinária

As aulas de culinária vão passar a ser obrigatórias nos colégios ingleses a partir de Setembro. 85% dos colégios já estão preparados para dar passar a dar as respectivas aulas. O objectivo é dar a conhecer aos alunos uma alimentação saudável, e ao mesmo tempo contribuir para reduzir a obesidade entre as crianças.
A ideia parece boa, mas tenho muito medo do que pode vir desta experiência inglesa.
Qualquer dia um cliente entra num restaurante, senta-se à mesa e o empregado entrega-lhe o menu.
Depois de uma análise cuidadosa do mesmo, o cliente opta por um cozido à portuguesa. Chama o empregado e faz o pedido. O empregado olha para o cliente e pede-lhe para o acompanhar.
Vão os dois para uma sala onde está uma balança, um medidor de tensão arterial, um aparelho de análises de sangue que mede o colesterol, a diabetes, etc.
Depois de se sujeitar a todos os testes, ouve o veredicto do empregado: Com o peso que tem, com as análises que acabamos de fazer e com a sua tensão arterial não podemos atender o seu pedido. O máximo que pode comer é uma posta de pescada com brócolos.
O cliente fica naturalmente decepcionado, mas como tem que comer, pede a posta de pescada. Antes pergunta se a consulta está incluída no preço da refeição. Que sim, informa o emprego. Este restaurante tem um protocolo com o Ministério da Saúde.

Sempre os mesmos

Este título do DN mostra-nos bem que tipo de sociedade somos.

segunda-feira, janeiro 21

Cuba e o PCP

É por estas e por outras, que os cidadãos cubanos desejam sair de Cuba. Para o PCP, sempre disposto a defender os ditadores cubanos, está tudo bem e a prova foram as "eleições democráticas" realizadas no Domingo.
Sem habitação, sem empregos, sem hospitais, com fome, sem democracia e sem liberdade o povo cubano continua a sofrer. Até quando?

Menezes

Sousa Tavares, o clandestino, sobre o Dr. Menezes.

A Igreja em Espanha

La jerarquía de la Iglesia católica está propagando la idea de que el rechazo de la religión y el anticlericalismo se están extendiendo en España por acción del Gobierno. Es una idea falsa e interesada.
Leia o resto do editorial do El País aqui.

O comentador Marcelo Rebelo de Sousa

"Ele já foi a dez Prós e Contras, já não convence ninguém.", disse Rebelo de Sousa sobre o Ministro da Saúde.
Eu digo o mesmo sobre Marcelo, ele já disse tantas asneiras, que se torna muito difícil convencer uma só pessoa que seja.

Boas Notícias?

Esta boa notícia causa-me um misto de sensações. Se por um lado, fico contente, por outro fico a pensar, se o conjunto de reformas em curso não forem bem sucedidas, quando teremos folga orçamental para baixar os impostos?

Charlize Theron

Charlize Theron cometeu uma gaffe: "Adorei a Turquia...e a sua capital Budapeste" . Tratando-se de quem se trata who cares?

domingo, janeiro 20

Milagre

O melhor de cada domingo

Menezes é um autarca endividado e fazedor. Um social-democrata, é claro, mas que, em podendo, desmantelaria o Estado em seis meses. Um líder, mas que prefere declarar em directo que tem dúvidas sobre as declarações de Jardim (acerca da independência da Madeira) - que os concidadãos, dois minutos antes, viram em directo, a assumir as suas responsabilidades nacionais para o enfrentar. Um homem que exibe a paixão por si mesmo, mas que gostaria de ter sido Churchill; e como este se lhe adiantou, por arbitrariedade cronológica do processo histórico, passou a resignar-se à presidência informal do clube de fãs de Sarkozy.
Leia o resto aqui.

O ridículo

Se o ridículo pagasse imposto o défice seria reduzido rapidamente.

1000

Estamos a editar o post número 1000. Nestes 1000, com toda a certeza vão encontrar algumas contradições, algumas opiniões que foram mudando com o tempo. Não nos preocupamos com isso.
Arriscamos a ter uma opinião, mas não a mantemos contra tudo e contra todos, quando percebemos que nos enganamos mudamos. E nisso não vemos mal nenhum.
Vamos mudar um pouco o visual do Open Mind. Não para já. Mas não vamos esperar muito para o fazer.
Uma coisa não vamos fazer: deixar morrer o prazer de escrever sobre o que vai acontecendo.
Estamos prontos para mais 1000.

Açores

Parece que a candidatura de Carlos César a mais um mandato à frente da região autónoma dos Açores se vai concretizar. Aqui está uma boa notícia para o PS, mas acima de tudo uma excelente notícia para os açorianos. Pode confirmar aqui.

sábado, janeiro 19

Primárias nos Estados Unidos

Vitória de Hillary Cliton e de Mitt Romney no Nevada . A vida está difícil para os outros candidatos, mas ninguém ainda tem a vitória assegurada. Está tudo em aberto. Próximo encontro para os democratas é na Carolina do Sul. Próximo sábado.

O fungágá da bicharada

Continua o fungágá da bicharada em Anadia. Os utentes continuam a chamar hospital e urgência a uma coisa que não é nada. Mas como estamos em luta política vale tudo, menos a racionalidade.

Advinha

Qual é o país que amanhã tem eleições? Qual é o país em que a taxa de participação varia, desde 1976, entre 95,2% e 98,7%? Qual é o país, qual é?

Amalia Rodrigues - Povo que lavas no rio (1961)


A musa no seu melhor. A canção de Lisboa, o fado, no seu melhor.

Manifestação racista em Espanha

O governo tinha proibido a manifestação racista do próximo sábado em Madrid. O Tribunal Superior de Justiça de Madrid autorizou. O tema da manifestação é: "Assim não se pode viver. Pela Segurança dos cidadãos. Recuperemos Madrid".
Assim não!

Vale tudo...

Em Portugal, na política, vale tudo, mesmo a morte de uma criança de dois meses. Fecha um Hospital que de Hospital tinha pouco e de urgência tinha nada, para logo se somar um mais um e chegar-se à conclusão que a culpa da morte da criança é do fecho do Hospital.
As notícias sobre nascimentos em ambulâncias desapareceram dos alinhamentos dos media, devem começar a ser substituídos por mortes a caminho das urgências.

Feira Popular

É altura de pôr fim a este encargo. O mais depressa possível. Lisboa merece um parque de diversões em condições, mas existem investimentos mais prioritários. Com toda a certeza.

A terceira travessia do Tejo

O PPD/PSD e a CIP não se conformam com a decisão do governo de avançar com a ponte Chelas - Barreiro. Suponho que Cavaco Silva também esteja contra, e o administrador da Lusoponte Ferreira do Amaral igualmente.
Vamos ver se o governo recua nesta decisão. Se o fizer vai ser um recuo com maiores consequências políticas do que o recuo na localização do aeroporto.
Talvez no Montijo existam mais uns quantos hectares para serem expropriados a "preços de mercado".

A produtividade

O PPD/PSD está com muito pouca produtividade. Para oposição esperava-se mais.

quinta-feira, janeiro 17

Estamos a falar grosso

Stones

Estão de saída da EMI, que está mergulhada numa crise financeira, para gravarem, para já só um álbum para a Universal. O lançamento está previsto para Março. Trata-se de um álbum feito para o documentário de Martin Scorsese sobre a banda. O documentário vai chamar-se Shine a light. Ficamos à espera.

Jethro Tull - Aqualung (Live)


Um grupo de que tinha saudades.Um grande tema.

Já sabiamos...mas é sempre bom confirmar

A Força Aérea e os voos de baixa altitude

O porta-voz da Força Aérea garante, no entanto, que o F-16 não chegou a ultrapassar a barreira do som e salienta que o que aconteceu ontem à noite em Penamacor foi uma situação pontual.

Os habitantes de Penamacor esperam que esta brincadeira não se repita e que sejam avisadas sempre que houver treinos da Força Aérea, e que já agora paguem os estragos causados.

Frases que marcam

Jerónimo de Sousa conseguiu produzir esta frase sem se rir. É de louvar.

Mercúrio

Imagem de Mercúrio. Pode ver mais aqui.

quarta-feira, janeiro 16

A Ginjinha do Rossio

A Ginjinha do Rossio reabre amanhã. Só espero que neste estabelecimento se...

Marrocos: Descriminação sexual

Eu associo-me contra toda e qualquer descriminação.

Sérgio Godinho: Agora com música

Nove e Meia no Maria Matos

Novo disco de Sérgio Godinho. Temas gravados ao vivo no Teatro Maria Matos. Lançamento no dia 28 de Janeiro. Espero por este disco ao vivo de Sérgio Godinho "com um brilhozinho nos olhos", tema que vai estar incluído no CD.

O novo Director de Informação

O Dr. Menezes está candidato a Director de Informação de qualquer um dos canais de televisão. Ontem, ouvi declarações de Menezes sobre quem deveria fazer parte dos painéis de comentadores.
A partir de agora os canais de televisão devem perguntar-lhe quem deve produzir comentários, ou quem não serve para a função.

O que tu queres sei eu

RAL significa Real Associação da Madeira faz parte da Causa Real e que tem uma petição na net para o próximo dia 1 de Fevereiro seja de luto nacional. A razão é que faz 100 anos que foram assassinados o rei D. Carlos e o seu filho Luís Filipe.
Referendo sobre o regime? Este senhor vive na Madeira, o que pode explicar alguma coisa, mas não explica tudo.

Eleições no BCP

Destaco dois comentários sobre a eleição de Santos Ferreira para a liderança do BCP. Os comentários vêm na edição do Semanário Económico:
“Foi o melhor resultado, o que não significa que o novo presidente e os elementos da sua lista, sejam o ideal. Foi uma excelente lição para Cadilhe que sabe tanto de economia como eu de costura. Espero que o sector financeiro estabilize, mas não podemos esquecer a CGD.”, Miguel Beleza.
Por favor Dr. Beleza, tem algum problema com o Dr. Cadilhe?
“O meu partido não se pronuncia sobre este tipo de questões, que têm a ver estritamente com o mercado. Não vou fazer aquilo que o Dr. Santos Silva tem feito ao longo destes quinze dias, ou seja, não me vou envolver neste assunto.”, Luís Filipe Menezes.
E eu a pensar que o PPD/PSD não fez outra coisa ao longo deste processo. Sou mesmo mal intencionado.

terça-feira, janeiro 15

100% no pré-escolar em 2009

Actualmente 77% das crianças portuguesas até aos cinco anos já frequentam o pré-escolar. O objectivo é chegar aos 100% em 2009. Esta é uma batalha decisiva do ponto de vista do ensino. Que nenhuma criança fique de fora.

Madeira

O único problema para o Dr. Jardim é quem vai pagar. Faça favor, já estou farto de dar para este peditório.

Rendimento e condições de vida - 2006

O INE publicou hoje o seu relatório sobre Rendimento e condições de vida relativo ao ano de 2006.
Alguns dados do estudo:
1. Desde 2004 a população em risco de pobreza, baixou 2 p.p. (de 20% para 18%);
2. A distribuição do rendimento mostra uma acentuada desigualdade;
3. O impacto das transferências sociais na redução da taxa de risco de pobreza foi de 7 p.p..
Não é preciso mais, para chegarmos à conclusão que temos que fazer alguma coisa, e alguma coisa está a ser feita até ao limite da contenção orçamental. Esta tem sido uma prioridade para o governo. A redução da despesa primária do Estado é o caminho, para além de uma melhor gestão das despesas correntes (saúde em primeiro lugar, mas também todas as outras).
O crescimento económico tem que ser uma realidade. Sem a combinação de todos estes factores, dificilmente vamos conseguir baixar o risco de pobreza e a dependência das prestações sociais de 40% dos portugueses.

Political Compass

Economic Left/Right: -2.38
Social Libertarian/Authoritarian: -3.49
Estou na esquerda, e sou um libertário. Será que hoje estou menos na esquerda e sou menos libertário que 10 ou 20 anos antes? Não sei, mas é possível.
Se acredita neste tipo de testes, faça favor. Se é como eu que não acredita, faça na mesma.

Os telhados de vidro do Dr. Bagão Felix

O Dr. Bagão Félix foi às jornadas parlamentares do PPD/PSD que se realizaram ontem e hoje no Algarve (segundo alguns foi em campanha pela lista de Miguel Cadilhe a liderança do BCP). O Dr. Bagão Félix é um dedicado economista próximo do CDS/PP, foi ministro da Segurança Social no governo de Durão Barroso e ministro da economia no governo de Santana Lopes.
O que foi o Dr. Bagão Félix dizer aos deputados do Dr. Menezes?
1. O governo manipula os valores do desemprego do IEFP e que por isso existe uma diferença entre a taxa de desemprego do INE e a taxa de desemprego do IEFP;
Vamos então por partes. O Dr. Bagão Félix, quando tomou posse no cargo de ministro da Segurança Social no ano de 2002 resolveu demitir 18 directores dos Centros de Emprego. Passado alguns anos, Supremo Tribunal Administrativo veio dar razão aos demitidos e obrigou o Estado a pagar um milhão de euros de indemnizações. Os directores foram demitidos por fax. A grande manipulação dos dados do desemprego em Portugal, como reconhece Francisco Louça, foi feita pelo Dr. Bagão Félix.
O governo deveria ter aumentado mais as pensões, pode ser um bom argumento eleitoral, mas não tem rigor absolutamente nenhum, já que este aumento resultou da aplicação da Lei de Bases, ao contrário do passado em que o aumento resultava de outros factores, nomeadamente políticos.
A redução do défice é real, as despesas têm vindo a descer em percentagem do PIB. Claro que ainda se pode fazer mais, mas o que tem sido feito representa uma queda da despesa como já há muito não se via.
O Dr. Bagão Félix ainda se sente muito incomodado com os 6,82% que foi o valor do défice que Portugal atingiria se o governo do Dr. Santana Lopes não fosse demitido por Jorge Sampaio.

Rali Dacar 2009

Parece que o mítico Paris/Lisboa-Dacar está a acabar. Fala-se na possibilidade do Rali ir para o Chile e a Argentina em 2009.
O terrorismo venceu a liberdade. Era claro que o cancelamento do Rali este ano iria inviabilizar o Rali nos anos seguintes. O terrorismo não foi, nem vai ser, erradicado nunca, logo a falta de condições de segurança vai manter-se.

O estilo de Menezes

Miguel Macedo foi Secretário-geral de Mendes. A definição do estilo do presidente do PPD/PSD parece ajustada. Mas o caso também não é para menos.

FARC: O terrorismo continua

As acções das FARC não param. Porquê retirar esta organização da lista das organizações terroristas? Será que faz algum sentido?

Alcochete (6)

Prós e Contras. RTP1. Mais um debate sobre o novo aeroporto de Lisboa. Participantes em palco: Mário Lino; o presidente do LNEC; Zita Seabra e Henrique Neto.
Uns contra Alcochete, outros a favor. Principal preocupação de alguns: especulação imobiliária em torno do novo aeroporto, isto porque não havendo pessoas elas são necessárias para que aquele funcione. E assim sendo, elas vão querer morar o mais perto possível do seu local de trabalho.
Zita Seabra tentou fazer o contra-ponto político com Mário Lino. Devem conhecer-se mais ou menos bem, do tempo em que militaram no PCP. Em termos de argumentação política Zita Seabra foi muito fraca. Apelou à sociedade civil para os tempos que aí vêm, e disse que foi esta que travou a construção do aeroporto na Ota. Em tudo o resto, ficamos com um conjunto de banalidades. Já nos acostumamos a isto. Para alguém que se julgava com estatuto para substituir Álvaro Cunhal, muito fraquinha, muito fraquinha.
Mário Lino tentou justificar a nova localização, baseando-se no estudo do LNEC. Que mais poderia fazer? Depois de ter pedido mais um estudo ia deitar o mesmo para o caixote do lixo?
O presidente do LNEC defendeu o estudo e a equipa que o elaborou. Os engenheiros não são quimicamente puros (como tentou afirmar), logo não se pode afirmar que se parte para um estudo sem convicções. Sem pôr em causa o trabalho desenvolvido, parece que pessoas quimicamente puras, não sujeitas a pressões e sem convicções pessoais não existem. Em nenhuma profissão.
Henrique Neto colocou algumas questões que considero relevantes. Especulação imobiliária, interesses dos grandes grupos económicos, os donos das terras, o investimento que está a ser feito ao abrigo dos Projectos de Interesse Nacional (PIN). Em quase tudo, Henrique Neto tem razão.
Na assistência os mesmos de sempre. Sempre prontos a estudar qualquer solução, desde de que as suas empresas de consultadoria e estudos facturem. Podem defender uma coisa qualquer e o seu oposto, desde de que ganhem algo com isso. Estão sempre prontos a dar o seu contributo, desde de que renumerado.
Também do lado dos autarcas do Oeste existem interesses. Mal seria se os não houvesse, mas como afirmou Henrique Neto não têm peso político e económico para suportar os seus interesses. Isto pareceu uma evidência ao longo de todo este processo.

segunda-feira, janeiro 14

Tribunal Constitucional

Isto é o que o Tribunal Constitucional nos diz sobre a Lei das incompatibilidades aprovada na Assembleia Regional da Madeira.
Espera-se uma reacção de todos aqueles que na Madeira entendem que podem fazer o que querem.

França

França está parada com isto, e também com isto. Para mim, o presidente Sarkozy arranjou forma de manter os seus problemas privados a ocupar o espaço que deveria estar ocupado pelos seus problemas públicos.

Quem fala verdade?

"(...) o Banco de Portugal esclarece que, nos contactos realizados para agendamento da referida audição, não foi indicado ao Governador qualquer prazo de urgência, pelo que nunca o Governador recusou ser ouvido mais cedo, no caso de ser esse o entendimento do Parlamento", esclarece o Banco de Portugal, numa nota divulgada hoje.
"O Governador do Banco de Portugal veio dizer que desconhecia a urgência ou mesmo o prazo. O que disse não corresponde à realidade", disse o líder parlamentar social-democrata, sublinhando que "numa carta minha à Comissão [Parlamentar de Orçamento e Finanças] a dita urgência é invocada".
Quem fala verdade, o Governador do BP ou o líder parlamentar do PPD/PSD? Em que ficamos? Esperam-se mais esclarecimentos.

Vale a pena

"Agora era o bom momento para mostrar ao país tudo isto. O que está feito; e o que está atrasado e porquê. As razões de alguns erros cometidos e as daqueles que necessariamente ainda se irão cometer. Recriando com o País a quase cumplicidade que ele já ofereceu e que agora, mais do que nunca, exige."

domingo, janeiro 13

Se ele diz, eu acredito

"Sócrates continua a não descer nas sondagens.", Vasco Pulido Valente.

O Sol tem razão

Primeiro-ministro remodela governo, substituindo dois ministros e dois secretários de estado. Veja onde.

Isto agora vai

Menezes no seu melhor, respondendo aos vários encontros que vão marcando os seus dias.

Esta não

Ó pá esta não. Não, não é a notícia sobre a polícia anti-terrorista (ASAE), mas sim o possível romance entre Chávez e Naomi. A esta eu não resisto.

sábado, janeiro 12

A crise no PPD/PSD

Os sinais são evidentes, são cada vez mais evidentes e têm vindo a crescer. A crise no PPD/PSD está para ficar.
Aguiar Branco que andava zangado com o amigo Rui Rio, almoçou com este e mais um conjunto de comensais e da ementa deve ter constato a sucessão de Menezes. A juntar ao almoço houve uma corrida de automóveis em que Rio e Aguiar Branco fizeram equipa e logo surgiram indicações que entre eles a zanga ficou definitivamente para trás, o que é mau para Menezes.
Mas há mais. Durão Barroso convidou um conjunto de personalidades do PPD/PSD para um almoço no dia de Reis. Rio este presente, Manuela Ferreira Leite também. Quem não foi convidado foi Santana Lopes. Menezes também não. Ângelo Correia, a muleta de Menezes, já reagiu: "Durão Barroso foi muito imprudente. Quando um presidente da Comissão Europeia que não se tinha despedido da sua tribo precisa de regressar à barbacã da sua cidadela para se reunir apenas com uma parte da tribo, deixa-nos perplexos. Ou cometeu um lapso, ou está nervoso ou está em perigo.".
Mas os motivos de preocupação não ficam por aqui. Jardim ameaça com a hipótese de se candidatar ao cargo de Menezes. Se este não descolar nas sondagens, Jardim mostra-se disponível para avançar.
Por fim a sondagem da Eurosodagem para o Expresso, SIC e Rádio Renascença dá o PS quase no limiar da maioria absoluta, e o seu líder com um resultado muito positivo.
Por tudo isto, não há Cunha Vaz que seja capaz de inverter esta tendência. Menezes tem muito com que se preocupar, e pelos vistos, cada vez mais.

ASAE

Segundo o Expresso a ASAE teve treino de tiro, assalto, luta corpo-a-corpo e combate ao terrorismo, sendo que este treino foi efectuado pela polícia americana e pelo SIS.
Será que a ASAE se vai transformar numa polícia anti-terrorista? Se assim for, não arrisco a fumar um cigarro num local proibido. Ainda posso ser abatido.

O mercado

Já aqui escrevi que a eleição da nova administração do BCP é um problema que deve ser resolvido pelos accionistas. Há duas listas os accionistas que votem e resolvam o problema. Deixem por favor o mercado funcionar. Se querem votar em Santos Ferreira e Armanda Vara tudo bem, se elegerem Miguel Cadilhe e a sua lista estejam à vontade.
Não fiquei preocupado com a saída de Santos Ferreira da CGD para uma lista candidata ao BCP, mas o pedido de licença sem vencimento do Dr. Vara da CGD para se candidatar ao BCP é outra coisa. É o mesmo que alguém pedir licença sem vencimento de um clube e ir jogar para o clube adversário, Se a coisa correr mal, então ele volta ao seu clube de origem.
Dr. Vara faça o favor de ter um pouco de ética, não fica mal e não custa nada. É o mercado a funcionar, se perder a eleição para a administração do BCP, sempre se pode candidatar a outros empregos. Faça então o favor de não pedir licenças sem vencimento, para ir administrar os concorrentes.

A reforma das urgências hospitalares

O presidente da comissão técnica das urgências hospitalares, António Marques, deu uma entrevista ao Sol, retenho desta duas ideias: que a "reforma já deveria ter sido feita há anos, mas tem sido adiada pelos vários governos precisamente por ser tão polémica" e a segunda e que "não se pode criar um serviço de urgência em cada monte, em cada aldeia."
Espero que a reforma faça o seu caminho, e que cada português consiga ter acesso a um serviço de urgência a que o nome corresponda ao serviço prestado.
Pelo caminho apenas será imperioso que os cuidados de saúde primários sejam garantidos a todos.

A sucessão no PS

A sucessão no PS, que ainda não está na ordem do dia, já tem pelo menos três protagonistas: António Costa; Carlos César e António José Seguro.
Cada um à sua maneira tem marcado posição:
  1. António Costa candidatou-se a CM Lisboa, procurando um porto seguro, para trabalhar a médio prazo numa alternativa no quadro partidário a Sócrates;
  2. Carlos César que no verão informou o país que este estava a ser governado por directores-gerais, porque havia pouco peso político no governo. Agora veio colocar algumas condições a Sócrates, apesar de desmentidas, para se recandidatar novamente nos Açores:
  3. António José Seguro já tinha colocado objecções ao aumento do IVA e agora votou contra a não realização do referendo ao Tratado de Lisboa.

Cada um há sua medida posicionou-se para a sucessão do líder. Quando chegar a hora vamos assistir a um grande confronto. Por aquilo que se conhece de cada um, em especial de Costa e César a luta promete.

Porta-vozes

O Dr. Menezes vai apresentar, talvez na próxima semana, os porta-vozes do PPD/PSD. A iniciativa só perca por tardia. Se as notícias se confirmam Ribau Esteves e Jorge Costa ficam com as Obras Públicas.
Para início não podia ser melhor.

Algum dia o Sol vai ter razão

Pois é, alguma dia o Sol vai ter razão. A remodelação já foi anunciada pelo Sol, pelo menos uma dez vezes. Como parece ter acesso às conversas no Conselho de Ministros, concluiu que como Sócrates não disse nada, logo "... o clima de incerteza quanto ao futuro não só não foi afastado como ainda saiu reforçado".
Assim se faz o Sol.

Alcochete (5)

Para finalizar, por agora, a opção Alcochete em detrimento da Ota, acrescento só o seguinte:
  1. A solução da ponte Chelas-Barreiro repõe a verdade com anos de atraso, ou seja, uma ponte que possa servir as pessoas que moram na margem sul, sem pôr em causa o acesso ao aeroporto. Já vêm os mesmos de sempre dizer que é um erro. Espero que o governo, desta vez, não faça marcha atrás, já que o estudo do LNEC era um pacote completo, ou será que não era?
  2. A localização do novo aeroporto foi um erro. Um erro político, talvez o maior erro político, deste governo. Só espero que as populações dos municípios da margem norte sejam convenientemente apoiadas pelo governo;
  3. Ficamos para ver, quem ganhou no final, se os interesses do Estado, e por conseguinte dos portugueses, ou se foram os interesses privados.

Fico calado, mas não para sempre.

sexta-feira, janeiro 11

Alcochete (4)

Quando o ministro Mário Lino se referiu à margem sul como um "deserto", estava errado ou certo quanto ao conceito?
Na margem Sul não existem hospitais, não existem escolas, não existem muitas pessoas (embora desde a famigerada ponte para Alcochete as coisas tenham sido alteradas), não existem hotéis, as acessibilidades não são boas.
Isto é tudo ao contrário da Ota, onde existem pessoas, onde existem hotéis, onde existem escolas e hospitais e onde as acessibilidades são boas.
A prova de tudo isto é o que se tem que ser feito na margem Sul para sustentar um aeroporto internacional.
Como consequência de tudo ist, o vemos as autarquias da margem sul preocupadas com o que aí vem em termos de qualidade de vida e de aumento da pressão urbanística em concelhos onde faria todo o sentido manter a qualidade de vida e apostar em outros factores de desenvolvimento que não fosse um aeroporto à porta de casa.

PSD/Madeira vota com o PCP pelo referendo

Sugestivo título de uma notícia do DN. Mais uma dor de cabeça para o Dr. Menezes, e uma forma de juntar o PCP com o PSD/Madeira juntos na defesa do referendo ao Tratado de Lisboa.

A visita

O Sr. Silva vai visitar a Madeira. O Dr. Jardim espera protecção divina para os desmandos orçamentais.

"Digam lá quem quer ser deputado?"

Tudo isto se passou na reunião do grupo parlamentar do PPD/PSD. A coisa está feia, e o aparecimento de notícias em que se começa a esboçar uma alternativa a Menezes começa a pôr nervosos os seus apoiantes.
Já se percebeu que Menezes está a prazo, e um líder com prazo de validade é um líder fraco.

quinta-feira, janeiro 10

Alcochete (3)

Tenho um conjunto de perguntas, para as quais não encontro respostas :
Quem era o primeiro-ministro e o ministro das obras públicas quando foi adjudicada a construção da ponte Lisboa-Alcochete em vez da ponte Chelas-Barreiro?
Será que foi pedido algum estudo ao LNEC ou a outra qualquer entidade que comparasse uma opção e outra?
Alguém se lembra como era a vila de Alcochete antes da ponte e depois da mesma?
Quanto cresceram os concelhos de Alcochete e Montijo antes, durante e depois da construção da ponte?
A pressão urbanística sobre aqueles dois concelhos rurais cresceu ou subiram com a ponte?
Quando o primeiro-ministro e o ministro das obras públicas decidiram pela construção da ponte já teriam em mente a construção de um aeroporto na margem sul?
Por favor não me deixem sem respostas, pois corro o risco de não dormir.

Alcochete (2)

O autarca de Gaia não perde uma. Mas é muito previsível. Tem que pedir aos assessores que sejam capazes de ser mais originais.
Em matéria de mudar de opinião o Dr. Menezes é mestre, por isso não pode acusar os outros de darem o dito por não dito. Vamos então aos factos:
  1. Em 2004 defendia pactos de regime com o PS. Agora, vem dizer que pactos de regime com o PS nem pensar (referia-se ao pacto para a justiça). Depois passou a propor novamente pactos (lembram-se do pacto entre o PS, o PPD/PSD e as empresas de construção para as grandes obras públicas?);
  2. Em 2004 quis ser candidato à CM Porto, mas depois recuou e foi novamente candidato em Gaia (não esquecer que afirmou que "sob o ponto de vista teórico a candidatura à Câmara do Porto poderá vir a ser o combate político da sua vida" );
  3. Em 2005 quis referendar a Europa, agora não quer, mas acusa os outros por fazerem o mesmo (será que pode ter um argumento diferente do governo?)
  4. Em 2005, o Dr. Menezes construía o novo aeroporto na Ota, agora não;
  5. Lembram-se dos deputados fantasmas? Eram aqueles que eram eleitos e depois renunciavam ao mandato (alguém se lembra o que fez o Dr. Menezes quando foi eleito deputado por Braga?).

Podíamos multiplicar por muitos exemplos, a coerência política do Dr. Menezes.

Democracia

Este e outros bem queriam a democracia instituída no seu país. Mas não deixam. Entretanto aqueles que lá não deixam, aqui em Portugal são os campeões da liberdade.

Alcochete

Alcochete vai ser a palavra mais usada nos próximos anos. Campo de Tiro de Alcochete (CTA) também vai andar nas bocas de todos. E Ota? Claro, Ota também pelas razões contrárias às de Alcochete.
Francamente não gostei da forma como se chegou à conclusão do CTA como a melhor localização do novo aeroporto de Lisboa. Não gostei de ver um estudo da CIP servir de base a um pedido ao LNEC para fazer um estudo comparado entre Alcochete e a Ota. Não gostei de ver um estudo da CIP, que ninguém sabe quem pagou, servir para colocar em causa um conjunto de estudos pagos pelo Estado.
Se havia que fazer mais estudos comparativos, então eles deveria ser pedidos pelo Estado e não sugeridos e pressionados por um estudo mandado fazer pela associação dos patrões portugueses.
Francamente não gostei de ver a Lusoponte ganhar mais esta batalha. Sim a Lusoponte vai ganhar com a localização escolhida.
Não gostei da forma como o PS e a nova liderança do PSD se foram aproximando de forma subtil para um grande consenso em torno de Alcochete. Longe vão os tempos em que o autarca de Gaia criticava o Dr. Mendes, por este não defender a localização Ota.
Que podemos fazer pelo presidente da CM de Alenquer que durante 10 anos de viu privado de aprovar qualquer construção na freguesia da Ota e arredores pelo facto de se ir construir um aeroporto?
Que dizer a todos os investidores que se deslocaram para o Oeste e dotaram esta zona de grandes condições turísticas?
Que dizer às escolas do Concelho de Alcochete, que como podemos ler estava preparado para ter "visitas de estudo de carácter ambiental"?
Chegamos ao fim da linha. A decisão está tomada. Vamos ver o que a política nos reserva. PPD/PSD tudo fará para dizer que foi o primeiro, o CDS/PP vai afirmar que não foi comparada a solução encontrada com Portela+1, o BE vai tomar nota do recuo do governo e vai alinhar com o CDS/PP e o PCP vai afirmar que não é preciso um novo aeroporto.
Espero que a solução encontrada seja a melhor, embora tenha dúvidas, e que depressa se construa um novo aeroporto que salve o país de se tornar ainda mais periférico.

Importa-se de repetir?

"Tivemos uma excelente gestão na cidade de Lisboa. Não nos envergonhamos de nada do que fizemos".
Quem terá dito isto? Só mesmo alguém que não conhece Lisboa.

Perseguidos

Até nos locais com este dístico somos perseguidos. Não estranhem se virem a ASAE entrar, qual brigada antiterrorista, num destes locais.

quarta-feira, janeiro 9

Referendo ou Modernização da Vida Política?

O referendo está-se mesmo a ver, faz parte do código genético do PCP. A democracia nunca encaixou no código genético dos comunistas, mas por vezes dá jeito ter à mão um instrumento de consulta democrática. É o caso do Tratado de Lisboa.
O PCP nunca escondeu a sua aversão ao processo de integração de Portugal no espaço Europeu. Desde o primeiro dia em que Mário Soares pediu formalmente a abertura de negociações que levaram à adesão, que os comunistas se manifestaram contra. Quanto maior a integração de Portugal no espaço Europeu mais o PCP percebia que a existência de uma democracia plena era irreversível e portanto do seu ponto de vista mais afastada estava da "ditatura do proletariado".
O PCP nunca se preocupou com a democracia no seu interior. O "centralismo democrático" sempre foi o seu código de conduta ao nível do seu funcionamento interno. Agora aparecem como os grandes defensores de um referendo para o Tratado de Lisboa.
A direita do CDS/PP que sempre foi contra qualquer processo que conduzisse a uma maior integração dos países europeus, também reclama o referendo ao Tratado. De "eurocépticos" fizeram uma transição para o outro lado, mas não perdem uma oportunidade para colocar entraves ao processo de integração europeia. A realização de um referendo era uma destas oportunidades que eles não queriam desperdiçar.
A direita portuguesa, esta direita, sempre foi contra a integração europeia. Disto ninguém tem dúvidas.
O BE faz o seu papel. Ainda não se livrou da sua capa anti-qualquer coisa. De ser contrapoder. A realização de um referendo era mais uma oportunidade de fazer campanha política com o referendo como pano de fundo. Já é conhecida a estratégia.
Fez bem o governo em não realizar o referendo? Sim, porque, como afirmou o primeiro-ministro, o governo decidiu pela ética da responsabilidade, e esta ética é fundamental para a construção europeia. Fez bem o governo porque um referendo deveria ser feito se estivéssemos perante uma Constituição e não perante um Tratado.
Se o Tratado constitutivo da NATO fosse revisto, será que era necessário um refendo para o aprovar ou bastava uma aprovação parlamentar?
O que acrescentaram os três referendos que se realizaram em Portugal? Taxas de abstenção acima de 50%, que os tornaram em referendo não vinculativos. Será que vale a pena investir em mais referendos ou mais na participação dos portugueses na vida política? Será que vale mais a pena apostar na aproximação entre eleitores e eleitos ou em referendos?
A modernização da vida política é sem dúvida mais importante. E este deve ser o caminho.

Santana Lopes e os Serviços de Saúde

O líder parlamentar do PPD/PSD, como sabem é Santana Lopes, produziu esta afirmação no debate quinzenal com o governo.
Fechar serviços de urgência nos grandes centros urbanos, onde temos mais pessoas e mais meios parece um bom início de conversa. A racionalidade diz o contrário, ou seja, temos que concentrar meios e atender de uma forma digna, todos aqueles que vão a um serviço de urgência, e não andar às voltas com doentes dentro de uma ambulância até esta chegar ao local certo. É isto que acontece nos pequenos centros fora das grandes metrópoles, e é isto que tem que ser evitado.
Compreendo que a reforma da saúde esteja a gerar alguns problemas, que resultam em larga medida da falta da implementação de medidas que devem ser tomadas em conjunto com o encerramento de urgências e de centros de saúde, mas afirmar o que afirmou o líder parlamentar do PPD/PSD não faz sentido nenhum.

Flamingos no Tejo

Flamingos no Tejo. Veja onde.

Ainda o BCP...

O Dr. Alípio Dias deu uma entrevista ao Expresso. Destaco duas afirmações:
E faço um comentário: As "off-shores" nunca foram discutidas pela administração e o empréstimo concedido ao filho de Jardim Gonçalves não passou por uma autorização do Banco de Portugal, o que significa que o Banco ou não discutia ou não cumpria a lei. Curioso.

Braço de ferro

A CGTP vai realizar o seu congresso nos dias 15 e 16 de Fevereiro. O PCP está cada vez mais incomodado com a liderança de Carvalho da Silva. Os comunistas sempre entenderam o movimento sindical como uma correia de transmissão das orientações emanadas do Comité Central. Não era agora, que iam pensar de forma diferente, pois esta é uma questão central para os comunistas.
Tudo isto no passado foi correndo mais ou menos bem, só que Manuel Carvalho da Silva está cada vez menos para ai virado, o que significa que não está disposto a aceitar ser uma mera correia de transmissão. Ele é capaz de fazer melhor e acredita que a CGTP só tem a ganhar em se autonomizar em relação ao PCP.
Têm decorrido algumas reuniões para se chegar a um entendimento sobre uma lista a apresentar ao congresso. Estas reuniões não têm sido conclusivas, o que pode levar ao abandono de Manuel Carvalho da Silva da liderança da CGTP.
Apesar das diferenças que me podem separar do líder da CGTP reconheço-lhe, sem esforço, uma grande capacidade de liderança e de qualidade política e sindical. Não será fácil para o PCP deixar cair Carvalho da Silva e arranjar uma liderança consensual para a CGTP.

New Hampshire (3)

Contra as sondagens Hillary Clinton ganhou em New Hampshire. Barack Obama ficou em segundo, John Edwards foi terceiro e Bill Richardson quarto. A campanha do lado democrata está em aberto.
Também no lado republicano ainda não há certezas. John McCain ganhou, Mitt Romne, Mike Huckabee e Rudy Giuliani foram segundo, terceiro e quarto respectivamente.
Segundo a história, quem ganha no New Hampshire normalmente tem a investidura garantida. O que já dava como certo um duelo entre Hillary Clinton e John McCain na disputa presidencial, mas vale a pena esperar e verificar se a história se repete.

terça-feira, janeiro 8

Tratado de Lisboa

Parece que a decisão está tomada. Não vai haver referendo ao tratado de Lisboa. Amanhã o Parlamento vai ficar a saber que terá que votar o Tratado de Lisboa. Pela minha parte, depois de três referendos (2 sobre a IVG e um sobre Regionalização), fiquei vacinado.
Mas o erro vem um pouco mais de trás: O Governo inscreveu no seu programa a realização de um referendo sobre a IVG (já efectuado) e um outro sobre um qualquer Tratado Europeu:
Aqueles que querem que o governo cumpra o seu programa já não defendem o mesmo em relação à seguinte passagem do seu programa:
Fico bastante aliviado por não termos que ir a votos, não porque entenda que o Tratado é complexo, e os estúpidos dos portugueses não o conseguem perceber, mas porque entendo que o Parlamento tem poderes para o fazer.

New Hampshire (2)

New Hampshire é um dos estados mais pequenos dos Estados Unidos (mais ou menos 1,3 milhões de habitantes). A capital do estado é Concord sendo que a maior cidade é Manchester. É um estado maioritariamente branco. Tem uma economia assente na agricultura, turismo e na produção de equipamento eléctrico.
Neste pequeno estado, já estão a decorrer as primárias e BarackObama está-se a impor a Hillary Clinton nas pequenas localidades. No lado republicano John McCain está a impor-se a Mitt Romney e Rudolph Giuliani.
Esta fotografia mostra a vitória de Obama e McCain na pequena localidade de Dixville Notch, junto à fronteira com o Canadá. Significativo, mas ainda não conclusivo.

O "Papa" está separado

O "Papa" que casou pela segunda vez com a mesma mulher, desta vez tendo como padrinhos o casal Eanes, está zangado com a esposa. Parece que o "Papa" tem outra, ou quer ter duas ao mesmo tempo.

New Hampshire

Hoje temos primárias no New Hampshire. Obama leva vantagem sobre Clinton e McCain com vantagem sobre os outros candidatos republicanos.
Amanhã é dia de conferir resultados.

A crise no BCP

Está a chegar ao fim (?) a crise no BCP. Os accionistas do banco vão eleger os órgãos sociais em AG convocada para o efeito. Vão estar duas listas em confronto, uma liderada por Santos Ferreira (ex-presidente da CGD) e outra com a liderança de Miguel Cadilhe. Até aqui tudo bem, menos para o Dr. Menezes, que viu a mão do estado onde apenas estava o mercado, ou seja, um grupo de accionistas quer ver o Dr. Santos Ferreira na liderança do BCP. Será isto legítimo? Coloca-se aqui algum problema de ética na transferência do presidente da CGD para a presidência do BCP?
Não encontro nenhum problema de legitimidade nem de ética. Uma pessoa não nasce e morre no mesmo lugar. O Dr. Santos Ferreira não era Ministro das Finanças era apenas presidente da CGD em final de mandato.
Como afirmou Fernando Ulrich, líder do BPI, o Dr. Santos Ferreira tem todo o direito de constituir a sua equipa, e por isso convidou o Dr. Armando Vara, que já estava consigo na CGD. Armanda Vara foi considerado pelo Dr. Menezes como uma pessoa qualificada para estar em qualquer instituição privada ou pública. Eu pessoalmente não acho que o Dr. Vara seja qualificado, mas também entendo que cada um pode constituir livremente a sua equipa.
Se falo do Dr.Vara é porque foi ele, que parece que aprovou o crédito pedido pelo Sr. Joe Berardo para comprar acções do BCP. O Sr. Berardo está a pagar? Se pediu e está a pagar, então está tudo normal.
Em tudo isto não vejo fantasmas ao contrário de outros, mas outra coisa é o papel do regulador ao longo de todo este processo. Aguardo para perceber se o Banco de Portugal foi enganado ou se foi incapaz de ver as irregularidades praticadas por anteriores administrações do BCP.
Esta é uma questão essencial, tudo o resto é folclore que não acrescenta nada.

segunda-feira, janeiro 7

Clubes de Lisboa

A crise financeira agudizou-se com a construção de dois estádios separados por 600 metros. No momento certo os dois clubes de Lisboa, não souberam ou não quiseram avançar com o projecto de João Soares para a construção de um estádio municipal.
Depois de tudo isto, ainda estamos sujeitos a isto e a isto. No que respeito a isto eu ainda passo bem, mas relativamente a isto eu já passo muito mal.

Crianças com necessidades educativas especiais

Espera-se a reacção da Fenprof a mais esta medida do Ministério da Educação.

A Festa dos Rapazes em Vale de Salgueiro

Tradições fora do comum? Ainda mais fora do comum do que crianças autorizadas a fumar? O que é isto das tradições?
Eu fiquei chocado. Qualquer pessoa consciente deveria ficar chocado quando se vêm crianças a fumar. Ser fumador, como é o meu caso, não pode ser motivo para defender tradições como esta.
Só espero que um dia não venhamos a ser surpreendidos com mais tradições fora do comum como esta.

sexta-feira, janeiro 4

O tudo e o nada

O Dr. Menezes é tudo e não é nada. Desmantela o Estado em seis meses quando lhe dá jeito e conserva tudo na mesma quando vê uma manifestação contra o encerramento de uma urgência hospitalar.
Não tem um único argumento alternativo nos mais diversos domínios da governação, mas não faz mal logo se há-de arranjar alguma coisa, sendo que essa coisa que se arranja é uma e ao mesmo tempo a sua contrária.
A argumentação arranjada diariamente pela empresa de comunicação do Sr. do costume, mais os homens do marketing não está a dar em nada, e nada é mesmo o que o Dr. Menezes é.

Paris-Dakar 2008

Por problemas de segurança na Mauritânia foi cancelado o Dakar deste ano. O terrorismo venceu o desporto motorizado. Todos aqueles que gostam deste desporto vão ficar em casa, e os terroristas vão ter o seu momento de prazer.

Meia-Maratona de Lisboa 2008

A Meia-Maratona de Lisboa já tem data: 16 de Março de 2008. As inscrições já estão abertas.

Festejos de fim de ano

Pensava eu que já tinha visto tudo. Mas a verdade é que nunca vimos tudo, nem estamos preparados para tudo o que ainda pode vir.
Vem tudo isto a propósito do facto de alguns cidadãos comemorarem a passagem de ano dando tiros de caçadeira e metralhadoras (?), lançando very-lights, etc.
De toda esta euforia comemorativa resultou a morte de uma menina de 9 anos.
Já viram coisa mais estúpida que tudo isto? Este tipo de comemoração aproxima-nos dos países do médio-oriente, em que qualquer acto mais ou menos festivo, mais ou menos fúnebre é motivo de rajadas de metralhadora.
Este tipo de situações são invulgares, por isso eu dizia que nunca vimos tudo, nem estamos preparados para tudo o que está para vir.